logo

Home Agenda e Notícias
Carta de uma pessoa com Alzheimer ao seu Cuidador PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana   
Dom, 30 de Março de 2014 20:55

acesse:

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=QzNDQcjDlGM

Share
Última atualização em Qui, 08 de Maio de 2014 21:55
 
Transtorno de Estresse Pós-Traumático PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana   
Dom, 30 de Março de 2014 19:49

www.aporta.org.br

 

Este transtorno atinge cerca de 1 a 2% da população desenvolvendo-se em qualquer período da vida, principalmente em condições onde a pessoa é frequentemente exposta a situações de risco, como nos demais transtornos de ansiedade, ocorre com mais frequência no sexo feminino. Não é um transtorno muito difundido nos meios de comunicação, mas traz prejuízos importantes aos seus portadores, levando a abuso de álcool, depressão e suicídio.

Os principais critérios diagnósticos para o TEPT são:

Exposição a um ou mais eventos traumáticos aos quais à pessoa tenha vivenciado, testemunhado ou se confrontado; envolvendo ameaças a integridade física própria ou de outros.

Diante do evento o paciente responde com um medo intenso, impotência ou horror.

Share
Última atualização em Qui, 19 de Março de 2015 18:00
Leia mais...
 
Eu, Mulher PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana   
Seg, 14 de Janeiro de 2013 14:03

“Meu corpo, forma bela e perfeita, suporte de meu existir!

Trazer mais vida a você é uma oração à divindade!

Perceber o que já aconteceu e confiar no bem e em tudo que ainda está por vir,

É uma dádiva.

Crer que sempre é tempo para amar, amar a humanidade,

Amar a mim mesma, o ser mais importante que se desvela para mim, aqui e neste instante”.

Eliana Cecília Ciasca

 

Share
Última atualização em Seg, 27 de Julho de 2015 21:03
 
Poster - Congresso Mundial de Psiquiatria 2011: Implantação do Atendimento em Arteterapia no Setor de Dependências Não-químicas no PROAD PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana   
Seg, 20 de Fevereiro de 2012 19:32

 

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO

 

FACULDADE PAULISTA DE MEDICINA - UNIFESP

PROAD – PROGRAMA DE ORIENTAÇÃO E ATENDIMENTO AO DEPENDENTE

CIASCA, Eliana C. (1); MALUF, T.P.G. (2); VIEIRA Jr, A. (3); YOSHIDA, L. (4); MALACHOWSKI-LEVI BIANCHINI, A. P. (5);  SILVEIRA, D.X. (6)

Introdução:
O PROAD foi criado em 1986, para atender dependentes químicos; em 1994, iniciou-se o atendimento ambulatorial específico para dependentes de jogo patológico e sexo compulsivo e, em 2004, para dependentes de compras e internet.

Os dependentes não-químicos apresentam características de comportamento semelhantes aos dependentes químicos: perda de liberdade de escolha e prejuízo em todas as esferas da vida, como relacionamentos, trabalho, saúde, lazer.

“A dependência atinge o indivíduo em vários níveis; no comportamental ela se manifesta pela procura de uma substância química ou pela repetição de um determinado comportamento, paralelamente, em nível psicológico, a pessoa é totalmente absorvida pelo objeto de sua dependência, de modo que não consegue evitá-lo”(Guerreschi, 2005:15).

Segundo Silveira e Moreira (2006: 3) “... quando se fala de doenças do comportamento relacionadas à contemporaneidade, os transtornos por abusos de substâncias aparecem lado a lado com os transtornos alimentares e as compulsões por jogo, sexo e compras, [...]. Tem algo mais que chama a atenção e que às vezes incomoda, uma vez que estamos falando de patologias ligadas ao prazer. E é este algo mais que, facilmente, tira os pacientes do lugar de vítimas para o de vilões no olhar do senso comum. Não é fácil ter empatia com aquele que sofre e faz sofrer em nome do próprio prazer”.

Pessoas que procuram este serviço no PROAD passam por uma triagem, que consta de um protocolo de preenchimento de escalas, tanto com psicólogos, como com psiquiatras; a seguir, ingressam em um grupo de primeira entrada, denominado Grupo de Acolhimento, para propiciar vinculação e futuros encaminhamentos, indicados caso a caso: Psicoterapia em Grupo e/ou individual, Arteterapia, Terapia Ocupacional, Orientação Familiar e Terapia Familiar.

Arteterapia:  

A Associação Americana de Arteterapia a define como segue:

“A Arteterapia é o uso terapêutico da atividade artística. Por meio do criar em arte e do refletir sobre os processos e trabalhos artísticos resultantes, pessoas podem ampliar o conhecimento de si e dos outros, aumentar sua autoestima, lidar melhor com sintomas, estresse e experiências traumáticas, desenvolver recursos físicos, cognitivos e emocionais e desfrutar do prazer vitalizador do fazer artístico”.

As técnicas expressivas ou artísticas são fundamentais para facilitar a expressão livre e espontânea, possibilitando que o paciente exteriorize seus sentimentos, pensamentos e ações e que, ao observá-los, aproprie-se deles.

Objetivos das Oficinas de Arteterapia no PROAD:

Possibilitar ao paciente a ampliação do seu repertório de atividades, o reconhecimento e conscientização da sua problemática, o relaxamento das tensões; auxiliar no desenvolvimento dos recursos emocionais, cognitivos e criativos, através da utilização de uma gama diversa de materiais expressivos. A atividade artística facilita a verbalização e tende a aumentar a autoestima.

As pessoas que estão em situação de dependência geralmente não encontram motivações diferentes das que as levam aos seus impulsos habituais; é importante criar estímulos novos e bem diversos destes. A arteterapia pode auxiliar na criação de um novo espaço interior, mais rico e acolhedor.

Share
Última atualização em Ter, 13 de Maio de 2014 21:33
Arteterapia no PROAD
 
Envelhecimento - Eliana Cecília Ciasca PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana   
Seg, 09 de Julho de 2012 23:55

 

Aos idosos

Envelhecer neste lugar pode ser muito diferente

do que envelhecer em outra parte...

  

Envelhecer com a família ou amigos pode ser muito diferente

do que envelhecer isolado...

  

Envelhecer autônomo e independente pode ser muito diferente

do que envelhecer entrevado...

 

Envelhecer com o necessário para viver confortavelmente pode ser muito diferente

do que envelhecer pobre e sem recursos para o básico...

 

  

Envelhecer lúcido pode ser muito diferente do que envelhecer senil...

Eliana

 

 

 

Share
Última atualização em Dom, 04 de Novembro de 2012 19:49
 
« InícioAnterior12345PróximoFim »

Página 4 de 5

Fornecido por Joomla!. Designed by: Free Joomla 1.5 Theme, oscommerce. Valid XHTML and CSS.