logo

Home Agenda e Notícias
Arteterapia aplicada à Doença de Alzheimer PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana   
Seg, 27 de Julho de 2015 20:43

A medicina tem avançado muito nos últimos anos e tem propiciado à humanidade mais anos de vida; entretanto, o acréscimo desses anos veio acompanhado de maior número de doenças ligadas à velhice. Entre essas doenças, a doença de Alzheimer.

Sabemos que o tratamento farmacológico é essencial para a manutenção da pessoa por mais tempo em cada estágio da doença, e quanto mais cedo for diagnosticada, maior a perspectiva de melhor qualidade de vida durante os anos seguintes.

Aliadas ao tratamento medicamentoso, existem as intervenções e terapias não farmacológicas, tais como arteterapia, terapia ocupacional, estimulação cognitiva, educação física, fisioterapia, etc., que são de grande valia para o acompanhamento do paciente.

As pesquisas têm demonstrado que as pessoas que recebem essas terapias têm apresentado resultados muito bons no seu dia-a-dia, e essa diferença se reflete nas pessoas que se relacionam com elas, seus familiares e cuidadores.

Share
Última atualização em Seg, 27 de Julho de 2015 20:49
Leia mais...
 
Agorafobia PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana   
Sáb, 12 de Julho de 2014 16:04
www.aporta.org.br - Tito Paes

A agorafobia pode ser entendida como uma complicação do transtorno de pânico.
Pessoas que sofrem de agorafobia evitam uma série de situações por elas percebidas
como passíveis de desencadear um ataque de pânico.
Por exemplo, se uma pessoa tiver um ataque de pânico dentro de um túnel
congestionado, é possível que esta situação se torne uma ameaça para ela em
função do risco de um novo ataque.

O medo de ter um ataque de pânico é o fator determinante do
comportamento de evitação. Geralmente as situações evitadas são aquelas
em que a saída esteja difícil ou o socorro não disponível.

Com frequência, o agorafóbico necessita da presença de uma pessoa em
quem confie, geralmente um familiar ou cônjuge, para que possa
enfrentar as situações desencadeantes do medo.

Share
Última atualização em Qui, 19 de Março de 2015 18:00
Leia mais...
 
Diferença entre Ataque de Pânico e Transtorno de Pânico PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana   
Sáb, 12 de Julho de 2014 15:34
www.aporta.org.brMariângela Gentil Savoia
O termo pânico tem sido muito utilizado para diversas manifestações
de comportamento.

É comum que as pessoas hoje se identificarem, erroneamente,
como portadoras de pânico, ou mesmo profissionais diagnosticarem
de maneira equivocada este transtorno.
Em outras circunstâncias pode ocorrer o inverso:
paciente é portador de transtorno de pânico e demorar para receber
o diagnóstico,o que acarreta um sofrimento desnecessário para ele e sua família.

Transtorno de pânico? É este o nome? Sim, transtorno, embora a
manifestação já tenha sido chamada de síndrome do pânico, distúrbio do pânico
doença do pânico.

A nova nomenclatura privilegia o termo transtorno por ter desencadeantes
biológicos psicológicos e ambientais e porque suas causas não estão identificadas.

Share
Última atualização em Seg, 27 de Julho de 2015 20:54
Leia mais...
 
Consultório - Ateliê PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana   
Sex, 09 de Janeiro de 2015 00:00

Agende uma visita para conhecer o ateliê / consultório.

Oficinas de Arteterapia, cursos, atividades artísticas e terapêuticas.

Localizado na Vila Mariana, entre as estações de metrô Ana Rosa e Vila Mariana.

99911-6837 - Eliana.

 

 

 

Share
Última atualização em Qui, 19 de Março de 2015 17:06
 
Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) PDF Imprimir E-mail
Escrito por Eliana   
Qui, 08 de Maio de 2014 21:30

www.aporta.org.br

 

Apesar de o TOC não ser dos transtornos ansiosos mais freqüentes, estima-se que afete até 3% da população.

 

Este transtorno caracteriza-se pela presença de pensamentos obsessivos e comportamentos compulsivos.

As obsessões são pensamentos, idéias, imagens ou impulsos persistentes que são vivenciados pelo indivíduo como intrusivos, inadequados e indesejáveis, e causam acentuada ansiedade ou sofrimento.

 

Apesar de ser capaz de reconhecer que são produto de sua própria mente, o indivíduo não controla as obsessões, cujo conteúdo, em geral, não é a espécie de pensamento que ele esperaria ter.

 

Obsessões e compulsões mais frequentes e comuns são:

 

Share
Última atualização em Qui, 19 de Março de 2015 17:58
Leia mais...
 
« InícioAnterior12345PróximoFim »

Página 3 de 5

Fornecido por Joomla!. Designed by: Free Joomla 1.5 Theme, oscommerce. Valid XHTML and CSS.